terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Estudo comparativo da pressão e índices de simetria entre almofadas para cadeiras de rodas

As pessoas com deficiência física necessitam de mais apoio postural do que uma cadeira ou cadeira de rodas comum proporciona. Para conseguir isso, as cadeiras de rodas utilizadas por pessoas portadoras de deficiência necessitam de modificações específicas.

Segundo estudos de Thyberg e col, 87% dos pacientes em cadeira de rodas refere que o sistema de assento é o elemento mais importante na cadeira. A almofada do assento proporciona benefícios muito para além do conforto, incluindo a gestão de pressão e de posicionamento que pode reduzir a fadiga e melhorar o equilíbrio sentado durante todo o dia, diminuindo o risco de ulceras de pressão.

As almofadas de assento para cadeira de rodas são geralmente cheias com água, espuma, gel ou ar, embora mais recentemente tem vindo a aumentar a utilização de uma combinação desses componentes. Em relação às características da pressão, os componentes que apresentam melhores resultados são o ar, o gel e a espuma, por esta ordem.

Assim, neste estudo foi desenvolvido um assento de ar ajustável revestido a espuma, que em seguida foi comparado, em relação a pressão e simetria de posicionamento, com uma almofada de espuma, das mais comuns no mercado recente, e à superfície dura de uma cadeira.

A almofada de ar recém-desenvolvida (OK Meditech, Coreia) é feita de espuma de uretano e tem pequenos buracos de ar de modo a que o ar possa entrar e sair da almofada. A espuma de uretano funciona como filtro de ar, para quando o indivíduo se sentar, o ar se mover para fora da almofada de forma à almofada se adaptar ao corpo do sujeito.

De acordo com a análise dos resultados, não houve diferenças significativas entre as pressões médias sobre as almofadas, mas o índice de simetria da almofada de ar recentemente desenvolvida, o qual pode ser controlado por pressão de ar, é mais próximo de 0. O intervalo do índice de simetria é de 0 a 100, em que o 0 significa que a pressão em ambos os lados do corpo é a mesma.


Conclui-se que a utilização combinada de ar e espuma parece apresentar vantagens significativas em relação aos produtos actualmente mais utilizados. Uma das limitações deste estudo tem a ver com não ter sido realizado com verdadeiros utilizadores de cadeiras de rodas, pelo que deverá ser replicado nesta população específica e com períodos de utilização do equipamento mais prolongados.



Won-Jin, et al., A comparison of the average sitting pressures and symmetry indexes between air-adjustable and foam cushions. J Phys Ther Sci 25 (2013) 1185-87

Outros artigos sobre lesão vertebro-medular:

A lesão vertebro-medular, dar a volta por cima!

Sem comentários:

Publicar um comentário