domingo, 23 de dezembro de 2012

Lesão osteocondral/fractura do tálus no tornozelo


A articulação do tornozelo é composta pela parte inferior da tíbia (maléolo interno) e do perónio (maléolo externo), e pela superfície articular superior do osso tálus (ou astrágalo). Esta superfície tem a forma de uma cúpula e é totalmente revestida com cartilagem flexível e resistente, que permite que o tornozelo se mova suavemente, dobrando e esticando o pé.
Uma lesão da cúpula do tálus significa uma lesão da cartilagem e do osso do tálus dentro da articulação do tornozelo. É também chamada de lesão osteocondral do tálus. "Osteo" significa osso e "condral" refere-se a cartilagem.
As lesões da cúpula do tálus são geralmente causadas por uma entorse de tornozelo. Se a cartilagem não recuperar correctamente após a lesão, esta enfraquece com o desenvolver das actividades e pode acabar por quebrar. Por vezes um pequeno fragmento da cartilagem ou de osso danificado poderá ficar “solto” dentro do tornozelo.

Sinais e sintomas/ Diagnóstico

A menos que se trate de uma lesão extensa, provocada por um traumatismo forte, que afecte várias estruturas, pode levar meses, ou até mais de um ano, para que os sintomas se desenvolvam. Os sinais e sintomas de uma lesão cúpula talar podem incluir:
  • Dor crónica profunda no tornozelo, geralmente piora quando o peso do corpo está sobre o pé (especialmente durante a prática desportiva) e diminui quando está em descanso
  • Uma sensação ocasional de "clique" ou "prender" no tornozelo ao andar
  • Episódios de inchaço do tornozelo quando em carga, que desaparecem em repouso

Uma lesão cúpula do tálus pode ser de difícil diagnóstico, pois o local preciso da dor nem sempre é fácil de identificar. São efectuados raio-X, e muitas vezes, a ressonância magnética ou outros exames de imagem avançados estão indicados, de modo a avaliar melhor a extensão da lesão.

Tratamento

                Depende da gravidade da lesão. Se a lesão é estável (sem pedaços soltos de cartilagem ou osso dentro da articulação), uma ou mais das seguintes opções de tratamento não-cirúrgico pode ser considerada:
Imobilização. Dependendo do tipo de lesão, a perna pode ser colocada numa bota ou tala para proteger o tálus. Durante este período de imobilização, exercícios de mobilidade articular, sem aplicar carga podem ser recomendados
Anti-inflamatórios não-esteróides (AINEs), tais como o ibuprofeno, podem ser úteis na redução da dor e inflamação.
Fisioterapia. Exercícios de mobilização e fortalecimento são benéficos, desde que a lesão esteja devidamente estabilizada. A fisioterapia também pode incluir técnicas como a electroterapia para reduzir a dor e inchaço.
Se o tratamento conservador não aliviar os sintomas, a cirurgia pode ser necessária. A cirurgia pode envolver a remoção dos ossos e fragmentos de cartilagem soltos no interior da articulação e restabelecer à articulação um espaço ideal para a cicatrização e cura da lesão. Nesse caso a fisioterapia apenas deve começar entre 6-7semanas após a cirurgia, quando já não há risco de provocar um agravamento da lesão.

Exercícios terapêuticos para lesões osteocondrais/fracturas do tálus

Os seguintes exercícios são geralmente prescritos após a confirmação de que a lesão não envolve fractura, ou que esta está consolidada. Deverão ser realizados 2 a 3 vezes por dia e apenas na condição de não causarem ou aumentarem os sintomas.



Flexão/extensão do pé
Deitado, com o calcanhar fora da cama, puxe a ponta do pé e dedos para si, depois empurre pé e dedos para baixo.
Repita entre 15 e 30 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma. 



  Flexão resistida do
Sentado, com o elástico na ponta do pé. Puxe a ponta do pé para cima, depois deixe o pé voltar lentamente à posição inicial.
Repita entre 8 a 12 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.


 Propriocepção do tornozelo
Em pé, apoiado na perna lesada e com esse joelho ligeiramente dobrado. Tente manter o equilíbrio sem apoiar os braços e olhando em frente. Mantenha esta posição entre 15 a 30 segundos.
Repita entre 5 a 10 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.





Antes de iniciar estes exercícios deve sempre aconselhar-se com o seu fisioterapeuta.

van Dijk CN, Reilingh ML, Zengerink M, van Bergen CJ. The natural history of osteochondral lesions in the ankle. Instr Course Lect. 2010;59:375-86.

22 comentários:

Taisa Machado disse...

Olá, tenho 24 anos e há mais ou menos 1 ano venho apresentando dores no tornozelo ( sem motivos aparente) fui submetida uma RSM na qual apresentou uma lesão osteocondrite medial do talus, fiz uma cirurgia por artroscopia utilizando a técnica de abrasão do Talus sinovectmia parcial à aproximadamente 5 semanas.
Minha duvida é: Como deve proceder o tratamento pós operatório?? Quais as técnicas fisioterapêuticas para o tratamento vocês recomendam? Em quanto tempo posso andar (carga parcial ou total)? Posso tomar algum medicamento condroprotetor de cartilagem??

Estou tendo divergência no tratamento com os dois médicos e o fisioterapeuta.

Peço a ajuda de vocês e desse renomado site.
Att.

TSM

João Maia disse...

Cara Taisa,

Vou responder por ordem: Como deve proceder o tratamento pós operatório?
Num primeiro período, que pode ir até 8 semanas não deve fazer carga na perna. Nesta fase deve tomar a medicação anti-inflamatória, fazer gelo, massagem de drenagem, mobilização suave do tornozelo, e fortalecimento dos músculos da perna (em descarga) que deverá depois progredir para alongamento mantido suave do tornozelo e fortalecimento progressivo (respeitando o limiar de dor)
Quais as técnicas fisioterapêuticas para o tratamento vocês recomendam?
Descritas acima, mais eletroestimulação da musculatura afetada e possivelmente calor (se houver limitação articular decorrente de fibrose dos tecidos moles e não houverem sinais inflamatórios).
Em quanto tempo posso andar (carga parcial ou total)?
Isso só mesmo o médico poderá confirmar, porque é ele que tem os seus dados específicos, mas geralmente tira-se uma canadiana às 5-6 semanas e a outra não antes das 8 semanas (serve apenas como referência).
Posso tomar algum medicamento condroprotetor de cartilagem?
Sim, por norma encaixam-se na categoria de suplementos alimentares e não têm muitos efeitos colaterais ou interacção com outra medicação que esteja a tomar, de qualquer forma deve informar o médico que está a acompanhar o processo.

Espero ter ajudado.

Atentamente

João Maia

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Já não sei mais o que fazer, 15 meses atrás sofri um entorse muito forte no tornozelo esquerdo e acabou por romper 3 ligamentos do lado externo do pé, além de uma lesão osteocondral, eu e meu médico decidimos pelo tratamento conservador que não deu certo e acabei sendo submetido à uma osteocondroplastia artroscópica há 7 meses. Sinto uma dor insuportável quando coloco carga nos extremos da amplitude, cheguei a fazer infiltração com corticoide e nada resolve, meu médico disse que é normal e que eu poderia voltar às minhas atividades de corrida e futebol, que melhoria, etc. Mas continua uma grande dor que já não sei mais o que fazer. Tenho 24 anos e ia fazer testes para times profissionais de futebol, preciso do meu tornozelo perfeito, estou ficando velho para o esporte.

Obrigado pela atenção.

Paulo.

demoromasteachei disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edu Andradi disse...

Olá, boa tarde,

Já há quase dois anos tive uma torção do tornozelo, ja fui em cinco especialistas e não conseguem um tratamento adequado para meu problema, que na realidade após primeira RM deu traço de fratura na base posterior do talus com edema da medula ossea, já fiz tratamento com imobilização, fisioterapia, só não foi feito cirurgia. Ultima ressonancia,
Lesões osteocondrais com edema da medula óssea adjacente, localizadas na base posterior da talus, calcãneo posterior e cuneiforme lateral.

Vanessa Sampaio disse...

Olá, eu fiz uma cirurgia por causa da lesão osteocondral no tornozelo esquerdo e o médico colocou dois parafusos no osso , já se faz dois meses e meio que fiz a cirurgia , ainda estou com o gesso no pé mas por necessidade as vezes coloco o pé no chão para fazer algumas coisas , já cheguei andar bem devagar com o pé no chão porque não sinto nenhuma dor, irei tirar o gesso amanha e gostaria de saber se pode causar algum problema por colocar o pé no chão ou não pois já se passou um bom tempo, comecei a sentir uma dor de leve no pé mais não me importei.

Vanessa Sampaio disse...

Olá, eu fiz uma cirurgia por causa da lesão osteocondral no tornozelo esquerdo e o médico colocou dois parafusos no osso , já se faz dois meses e meio que fiz a cirurgia , ainda estou com o gesso no pé mas por necessidade as vezes coloco o pé no chão para fazer algumas coisas , já cheguei andar bem devagar com o pé no chão porque não sinto nenhuma dor, irei tirar o gesso amanha e gostaria de saber se pode causar algum problema por colocar o pé no chão ou não pois já se passou um bom tempo, comecei a sentir uma dor de leve no pé mais não me importei.

josé oliveira disse...

Boas. Há algum tempo que sinto dores no pé depois de um pequeno repouso entre o trabalho. Após uma R.M.o médico disse que o problema vinha do talus que inflamada por não receber sangue. Mostrou me a foto é vi que o talus tinha uma cor mais clara que os restantes ossos. Haverá tratamento alternativo a operação, qual.se não, quanto tempo de recuperação do pós operatório e voltar ao trabalho? Obrigado pela atenção.

Unknown disse...

Fala pessoal sou contramestre de capoeira e tive uma lesão osteocondral o motivo foi um salto mortal que executei e desiquilibrei e acabei não tratando a dor nos dias seguintes e continuei a treinar e fazer esforço, estou tomando condroitina com glicosamina feito em farmácias de manipulação, estou com dores qd trabalho, pois trabalho de moto e o pé lesionado
É o q mais se movimenta, gostaria de saber se teria algum medicamento q ajudaria a me recuperar com mais rapidez, obs me encontro como uma criança q não pode se divertir por medo de se machucar mais! Muito obrigado

Cleuson Matos disse...

Fala pessoal sou contramestre de capoeira e tive uma lesão osteocondral o motivo foi um salto mortal que executei e desiquilibrei e acabei não tratando a dor nos dias seguintes e continuei a treinar e fazer esforço, estou tomando condroitina com glicosamina feito em farmácias de manipulação, estou com dores qd trabalho, pois trabalho de moto e o pé lesionado
É o q mais se movimenta, gostaria de saber se teria algum medicamento q ajudaria a me recuperar com mais rapidez, obs me encontro como uma criança q não pode se divertir por medo de se machucar mais! Muito obrigado

mamâe andrade disse...

Boa noite, fiz uma osteocondroplastia do tornozelo, e o médico disse que por 3 semanas, não vou poder colocar o pé no chão. Mas lendo na internet verifiquei que durante 6 semanas não vou poder colocar o pé no chão. Qual o tratamento correto. Pois preciso voltar a trabalhar e tenho medo de ter problemas com o pé.

Anuar Tahan disse...

Dr Marco:
Bom dia.
Estou com um problema no tornozelo há mais de 1 ano, ocasionado por um entorse jogando futebol há uns 3 anos atrás e que não dei muita bola e continuei jogando até ano passado quando o assunto piorou.
Foi diagnosticado assim após o exame:
Derrame articular tibiotalar e subtalar.
Alterações fibrocísticas e edema subcondral na região medial do domo talar.
Planos adiposos conservados.
Espaços e superfícies articulares têm aspecto regular.
Demais estruturas ósseas com aspecto normal.
Ligamentos tibiofibulares anterior e posterior de aspecto preservado.
Ligamentos talofibulares anterior e posterior e calcaneofibular íntegros.
Complexo ligamentar deltóide de aspecto preservado.
Tendões tibial anterior, extensores longo do hálux e dos dedos sem alterações.
Distensão líquida da bainha do tendão tibial posterior.
Tendões tibial posterior, flexor longo dos dedos e do hálux de aspecto habitual.
Tendões fibulares longo e curto com espessura e intensidade de sinal normais.
Músculos visualizados sem evidência de alterações.
Espessamento do tendão calcâneo (de Aquiles) associado a aumento de sinal em partes moles peritendíneas.
Fáscia plantar anatômica.

Já estive em dois especialistas, sendo que um me recomendou a não fazer nada e outro recomendou uma cirurgia.
Não consigo andar direito, então por isso ainda acho quem fazer a cirurgia é melhor.
Anuar Tahan
anuar@alince.com.br
41 9191-1155

Lilian Cardoso disse...

Pessoal que está com dúvidas. Jafiz duas cirurgias por conta da lesao osteocondral do talus. Vou ter q fazer a terceira. Acabei de ir ao médico hoje! Façam o pós operatório bem feito. Não encostem o pé no chao por pelo menos 8 semanas!!! Façam a fisioterapia em lugar especializado e que te dão atenção! Porque o pé não volta mais a ser como antes e vc precisa estar c ele fortalecido p o resto da vida, para evitar novas entorses. Não falo como profissional nem técnica no assunto. Mas falo como comselho q eu gostaria de ter recebido ha alguns anos. Vejam o site do Dr. caio nery. Ortoprdista referencia no assunto. Trabalha no Albert einstein em SP. Se cuidem.

mamâe andrade disse...

Lilian, quanto tempo vc cuidou das outras vezes, porque quem me disse que depois de 3 semanas, poderei voltar a andar, com muletas claro e fazer as fisio, foi o médico. Só fiz a cirurgia porque ele disse que seria nesse prazo, caso contrário não iria fazer, por causa do meu trabalho.

Thiago Rodrigo da Silva disse...

Boa tarde,
sofri uma entorse no tornozelo esquerdo já tem 1 ano e 6 meses, comecei fazer fisioterapia no começo mais parei. Voltei a fazer exercicios fisicos e sinto muita dor, então voltei a procurar um médido, ele me pediu alguns exames de imagens e foi contatado que tenho fratura do aspecto posterior, superior e lateral do talus, com fragmento osseo destacado que mede 1,1 cm, é preciso operar ou com medicações e fisioterapia consigo resolver esse problema ?

Agradeço desde já.

Samuel Arantes disse...

Boa tarde,
Me machuquei jogando bola (nao me lembro como, acredito que foi algum impacto, nao foi torção), achei que nao era nada, esperei recuperar naturalmente, mas a dor persistiu (nada que me impedisse de andar, mas sim de praticar esportes de impacto, como o futebol) . 3 meses depois, ainda sentindo uma dor na região do tornozelo, fui ao médico. Ele me passou um pedido de ressonancia magnetica. Entao, fui diagnosticado com esta lesão osteocondral no talus. Ele me indicou 10 sessões de fisioterapia, pois a lesão ja estava estabilizada. Terminei hoje as 10 sessoes e percebi uma pequena melhora (longe de estar seguro para jogar futebol, por exemplo). Estou preocupado, pois o medico disse que se a fisioterapia nao resolvesse, ele faria um pedido de injeção de algum tipo de acido (nao lembro o nome) para auxiliar a regiao do tornozelo e também nao descartou a cirurgia. Tenho inumeras duvidas a respeito desta lesão. Pelo que eu entendi, ele me disse que é de dificil cicatrização, ou que nem vai cicatrizar. A cirurgia resolve? Vou poder voltar a jogar futebol? tenho apenas 25 anos, e apesar da lesão nao ser grave, de acordo com ele, me sinto inseguro. Outra coisa que me atordoa é que quando fico muito tempo parado, a lesão se manifesta mais. Quando estou na fisioterapia e exercito o tornozelo, a dor vai desaparecendo. Mas é só passar 2 horas da fisioterapia, que ja sinto um pouco mais a lesão. Estou preocupado. O que tem a dizer a respeito? Esta lesão tem cura sem cirurgia?

Unknown disse...

Samuel Arantes, meu caso é parecidissimo com o seu, eu não sei mais o que fazer . Próxima terça vou ao ortopedista ser avaliado dps de 10 seções de fisioterapia

val disse...

Fraturei a fibula a 3 anos, no tornozelo, a um ano atraz fiz uma cirurgia para consertar os ligamentos e para lesão osteocondral, fiz fisioterapias, resumindo, sinto ainda muita dor, e o médico decidiu fazer uma segunda cirurgia.

Unknown disse...

Boa noite Doutor agradeço que me esclareça duma dúvida por favor. Recebi um faça dos joelhos onde diz : Densificação subcondral da cavidade glenóide e interna ser ambas as tíbias visualizando no direito imagem de entalhe, com características liticas , sugestiva de lesão osteo condral a este nivel

Unknown disse...

Boa noite . Torse o tornozelo a um ano. Meu pé esquerdo começou a apresentar várias dores no tarla. Uma dor suportável porém bastante incomoda. Quando eu chuto a bola parece que uma agulha entra na minha carne. E muita dor. Gostaria de saber se tem algum remédio pra que eu possa tomar.. obrigado

Unknown disse...

Boa noite Sr Doutor.
Peço o favor de me esclarecer o que é imagem de entalhe, com características líticas sugestiva de lesão osteo condral a este nível. Tenho artroses nos joelhos com muita dor.
Podia me informar se é muito grave.
Ficarei muito grata.
Maria Alice Paulo

Enviar um comentário