segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Hérnia discal cervical


A coluna vertebral é composta por muitos ossos, chamados vértebras, que estão alinhadas umas sobre as outras desde a base das costas à base da nuca. Entre cada duas vértebras existe um disco intervertebral, que permite que a coluna seja bastante flexível. O disco tem uma parte mais forte fibrosa externa chamada anel fibroso e uma parte mais macia meio gelatinosa interna chamada núcleo pulposo.
Numa hérnia discal o que acontece é que parte da matéria interna mais macia do disco (núcleo pulposo) se desloca para fora devido a uma fraqueza na parte externa do disco. A saliência que se forma poderá pressionar as estruturas circundantes, como os nervos provenientes da medula espinhal e que saem nos espaços laterais entre cada duas vértebras, causando sintomas neurológicos que variam na região dependendo do nervo afectado.
As hérnias discais são uma das lesões das mais comuns da coluna cervical. Geralmente ocorrem entre os 30-50 anos de idade, e, apesar de poderem ter origem num traumatismo da coluna cervical, os sintomas, incluindo dor no braço, geralmente começam sem razão aparente. Os dois níveis mais comummente afectados são o C5 - C6 e o C6-C7.

Sinais e sintomas/ Diagnóstico

Os sinais e sintomas de uma hérnia discal cervical dependem do nível que está afectado:
  • Hérnia discal entre C4 - C5 (raiz nervosa C5) - Pode provocar fraqueza do músculo deltóide no braço. Normalmente não causa dormência ou formigueiro. Pode causar dor no ombro.
  • Hérnia discal entre C5 - C6 (raiz nervosa C6) - Pode provocar fraqueza do bicípite e dos músculos extensores do punho. Dormência e formigueiro, juntamente com dor, que pode irradiar para o polegar. Este é um dos discos mais comummente afectados.
  • Hérnia discal entre C6 - C7 (raiz nervosa C7) - Pode provocar fraqueza do tricípite e dos músculos extensores dos dedos. Dormência e formigueiro, juntamente com dor, que pode irradiar para trás do braço e até ao dedo médio.
  • Hérnia discal entre C7 - T1 (raiz nervosa C8) - Podem provocar fraqueza na preensão. Dormência e formigueiro e a dor pode irradiar para baixo do braço, até ao dedo mindinho.

Algumas pessoas não têm quaisquer sintomas. Os estudos demonstram que os sintomas de hérnia discal estão intimamente relacionados com a compressão da raiz nervosa e isso não acontece em todos os casos de hérnia discal, logo existem muitas que se mantêm assintomáticas.
Uma boa avaliação, incluindo uma história clínica e um exame da coluna cervical, torácica e ombro, é necessária para ajudar no diagnóstico de hérnia discal cervical. A confirmação do diagnóstico muitas vezes começa com um raio-X à coluna cervical, no entanto, a ressonância magnética (RM) é o principal meio de diagnóstico, pois permite visualizar o disco intervertebral em detalhe, assim como o espaço dos buracos de conjugação e o canal medular.

Tratamento

          Na maioria dos casos, os estudos de RM têm demonstrado que a parte saliente da hérnia discal tende a regredir ao longo do tempo. Os sintomas tendem então a aliviar, muitas vezes desaparecendo sem qualquer tratamento específico. Em apenas cerca de 1 em 10 casos, a dor mantém-se grave e limitativa após seis semanas. Nesses casos o tratamento inclui:
Manter-se activo e seguir plano de exercícios terapêuticos
No passado, o conselho era para descansar até que a dor aliviasse. Sabe-se agora que isso está errado. Continuar com as actividades normais na medida do possível torna a recuperação mais rápida e diminui a probabilidade de desenvolver dor crónica. Como regra, não faça nada que cause muita dor. No entanto, terá que aceitar algum desconforto numa fase inicial. Não há nenhuma evidência científica que comprove que uma determinada almofada é melhor do que qualquer outro tipo de almofada para as pessoas com dor nas costas.
Um plano de exercícios terapêuticos deverá ser elaborado pelo seu fisioterapeuta de forma a melhorar a função dos músculos que dão suporte à coluna e estimular o trabalho dos estabilizadores. Uma hérnia pode deslocar-se em vários sentidos e com vários graus de gravidade, pelo que é importante ter um diagnóstico exacto antes de começar qualquer intervenção terapêutica.
Os benefícios das mobilizações e manipulações são bastante discutíveis e muitas vezes os resultados obtidos não são os esperados, no entanto técnicas de massagem, aplicação de calor e electroterapia (TENS) e técnicas de McKenzie para relaxamento e libertação de estruturas musculares e fasciais que estejam tensas ajudam a aliviar os sintomas.
Medicação
Deverá aconselhar-se com o seu médico antes de iniciar qualquer medicação. Nos casos de dor persistente a medicação analgésica, quando tomada de uma forma regular durante um período determinado de tempo poderá ajudá-lo a manter-se activo.
  • O paracetamol é geralmente suficiente se tomado de forma regular. Para um adulto, isto significa 1000 mg (geralmente dois comprimidos de 500 mg), quatro vezes ao dia.
  • Analgésicos anti-inflamatórios. Poderão ser uma opção ao paracetamol. Eles incluem o ibuprofeno, o diclofenaco ou naproxeno.
  • Um relaxante muscular, como o diazepam é prescrito às vezes por alguns dias, se os músculos do pescoço estiverem muito tensos e desencadearem a dor.

Em alguns casos, um colar cervical pode ser recomendado para ajudar a oferecer algum descanso e suporte à coluna cervical. 
Cirurgia
A cirurgia pode ser uma opção em alguns casos. Como regra, a cirurgia pode ser considerada se os sintomas não aliviaram após cerca de seis semanas e se provocarem uma diminuição significativa da qualidade de vida do paciente. O objectivo da cirurgia é remover a parte herniada do disco. Isso muitas vezes atenua os sintomas. No entanto, não funciona em todos os casos. Também, como com todas as operações, há o risco da cirurgia. Deverá aconselhar-se com um especialista (ortopedista) sobre os prós e contras da cirurgia, e as diferentes técnicas que estão disponíveis.

Exercícios terapêuticos para hérnias discais cervicais

Os seguintes exercícios são geralmente prescritos durante a reabilitação de uma hérnia discal cervical. Deverão ser realizados 2 a 3 vezes por dia e apenas na condição de não causarem ou aumentarem os sintomas.


 

Correcção postural da cervical e ombros
Em pé ou sentado, rode os ombros para trás e para baixo, enterre o queixo e imagine que tem uma linha a puxar-lhe o topo da cabeça. Mantenha esta posição durante 20 segundos.
Repita entre 8 a 12 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.



Adução das omoplatas
Em pé ou sentado, com os cotovelos dobrados. Puxe os ombros e cotovelos para trás e para baixo. Mantenha a posição durante 8 segundos. Retorne lentamente à posição inicial.
Repita entre 8 a 12 vezes, desde que não desperte nenhum sintoma.


  

Antes de iniciar estes exercícios você deve sempre aconselhar-se com o seu fisioterapeuta. 

42 comentários:

Tânia Nunes disse...

Muito instrutivo explicando de uma forma simples e clara

João Maia disse...

Muito obrigado pelo comentário Tânia! Este tipo de feedback dos utilizadores é muito importante para motivar a continuação deste projecto.

Atentamente

João Maia

José Carneiro disse...

Acho que tenho hernia discal entre o C4-C5!
Digo que acho porque ainda não fui visto por um especialista, mas como há 11 anos que tenho uma hernia discal lombar acho que não se trata de uma simples tendinite...

Gostei do texto e é bastante explicito, mas para um estado de dor muito avançado, a medicação tem que ser mais forte ( relmus e voltarem injectavel ).
Quanto aos ex fisicos no meu caso tb já não vou a tempo, pois o braço do cotuvelo para cima já não mexe.

Melhores dias virão...

Andréa Oliveira disse...

Acabei de receber o diagnóstico de Discopatia degenerativa com hérnias discais em C5-C6 e C6-C7. Gostei muito de sua explicação e já comecei a fazer os exercícios. Tenho dores no pescoço, ombros, braços e mãos a mais de 15 anos e sempre passaram Raio X, que não dava nada. Até que desta vez tive que por até o colar cervical na emergencia e o ortopedista passou a ressonancia. Agora vou procurar fazer fisioterapia e ver o que ele irá falar qdo ver esses exames. As dores são constantes é dificil até p ficar no computador e fazer qq atividade que exija que eu fique de cabeça baixa ou uma certa posição. Até um espirro já me fez travar! Valeu pelas dicas!

Andréa Oliveira disse...

Acabei de receber o diagnóstico de Discopatia degenerativa com hérnias discais em C5-C6 e C6-C7. Gostei muito de sua explicação e já comecei a fazer os exercícios. Tenho dores no pescoço, ombros, braços e mãos a mais de 15 anos e sempre passaram Raio X, que não dava nada. Até que desta vez tive que por até o colar cervical na emergencia e o ortopedista passou a ressonancia. Agora vou procurar fazer fisioterapia e ver o que ele irá falar qdo ver esses exames. As dores são constantes é dificil até p ficar no computador e fazer qq atividade que exija que eu fique de cabeça baixa ou uma certa posição. Até um espirro já me fez travar! Valeu pelas dicas!

teclenet disse...

Olá Andréa que coincidência, recebi também o diagnóstico de Discopatia degenerativa com hérnias discais em C5-C6 e C6-C7 e estava pesquisando e li o seu texto. estou fazendo fisioterapia, assim que acabar as seções farei uma uma ressonancia. valeu saúde para você e todos daqui.

thiago angelo da silva disse...

Fiz uma cirurgia entre a c5 e c6, após um trauma...Gostaria de saber se corro algum risco, se depois de uma boa fisioterapia, e um fortalecimento muscular do tronco e dos musculos do pescoço e ombro, se eu voltar a montar em boi??? sou peão de rodeio, monto em touros, quero saber se corro algum risco se continuar montando? relacionado a cirurgia....pq risco agente corre toda hora qndo monta em um touro...desde já, obrigado

Mateus Lourenço disse...

Parabéns pelo site, achei muito interessante e serviu pra mim também pois faço academia e as vezes pelo músculo estar meio cansado dos exercícios acabo relaxando, e não sabia dessa posição dos ombros, eu tava pesquisando antes e um site que me ajudo bastante também recomendo Hérnia Cervical htto://kenkotop.com.br/-hernia-de-disco

Diego Pitter disse...

Se a pessoa trabalha como operador de carga em uma empresa e tem "redução dos espaços discais em c5-c6" como deveria proceder o seu tratamento? ele deveria continuar nessa função ou ser readaptado em outra, que não fosse com operação de carga?
muito bom o texto, esclareceu bastante minhas dúvidas, obrigado!!!

Vicky Bicudo disse...

fiz cirurgia e removi a hernia cervical, porem a meses que venho sentindo muita dor no pescoco e esta cada vez pior, antes não sentia isso e agora não consigo passar o dia sem remédio. a hernia pode ter voltado?

gisleine silva disse...

oi gostaria de saber:tenho redução do espaço discal c4-c5 isso me deixa inapta para dar aulas sou professora.

Celeste Pinho disse...

boa tarde tenho hérnia díscal no c6 e não tenho força no braço esquerdo, a consulta do ortopedista no hospital demora 10 meses o tomo o dol u ron forte 1000 e o adalgur o que posso fazer mais para continuar a minha atividade profissional?

Debora Menno disse...

Olá Jao. Muito bom o texto, muito útil e esclarecedor sobre o assunto. só tenho uma dúvida a respeito, pois à uns 2 anos sofri uma batida na região cervical, e precisei usar colar cervical. Obtive melhora. Porém, tenho dúvida se por conta dessa batida, desse trauma se há uma possibilidade de ter desencadeado hernia de disco na região. Mesmo se passando esses 2, 3 anos. Serabque seria importante procurar fazer um diagnóstico? Pode haver essa tendência mesmo por ter passado alguns anos? Desde já obrigada

João Maia disse...

Cara Débora,

Embora seja raro, é possível que um traumatismo cause uma hérnia discal. Independentemente disso, em primeiro lugar devem atender-se os sintomas do paciente, se não os houver, não tem com o que se preocupar para já. Se os houver deve procurar o seu médico assistente, contando o sucedido para ele poder fazer um pré-diagnóstico e prescrever-lhe os exames complementares mais adequados.

Atentamente

João Maia

Cássia disse...

Boa noite .
Estou com alteraçoes na coluna fiz RX coluna total que mostra uma escoliose 30 graus , tomografia lombar com herniadiscal pequena L5- S1 e rressonancia cervical com resultado de: Retificação da curvatura cervical fisiologica ,Saliencia posterior do anel fibroso discal em c5-c6 que toca a face ventral do saco dural,sem contatos neurais e Saliencia posterior do anel fibroso discal em c6-c7 que toca a face ventral do saco dural sem contatos neurais e tambem estou com US de ombro direito com espessamento da bursa subacromial subdeltoidea .Artropatia acromioclavicular .
Tenho 39 anos ,ja fiz varios tratamentos medicamentosos,fisioterapia,Ioga,hidroginastica,pilates.
Nao obtive nenhum resultado,Estou com dor continuamente,parei de trabalhar devido a dor ja há um ano e estou com muita dificuldade para realizar as tarefas domesticas.
O QUE PODE ME ACONSELHAR? A QUEM DEVO PROCURAR?
Cassia M.S.Formigari

Cláudia Silva disse...

Parabéns pelo blog, muito interessante.Cláudia Silva
Fiz uma ressonância magnética à coluna lombar e cervical.Na coluna cervical diz o relatório:observa-se atenuação da curvatura cervical com esboço de inversão em C5-C6;Incipientes sinais de desidratação discal entre C2 e C6; Em C6-C7: protusão discal póstero-lateral direita a acompanhar hipertrofia da apófise unciforme, reduzindo o espaço útil para aa porção foraminal da raiz C7 direita com eventual conflioto de espaço.Hipertrofia das apófises unciformes entre C3 e C7, mais proeminente em C6-C7 à direita. Hemangioma/foco de degenerescência adiposa no corpo vertebral D4. Alteração do sinal interessando o pedículo direito de D1, manifestando hipersinal em T1, T2TSE e T2STIR, podendo corresponder ahemangioma. Na coluna lombar o relatório da ressonancia diz:escoliose/atitude escoliótica de convexidade esquerda; discreta redução da vertente posterior da amplitude intersomática em L4-L5 e L5-S1; em L4-L5, o disco ultrapassa o limite posterior das plataformas vertebrais sem relevante repercussão local; espessamento dos ligamentos amarelos e hipertrofia das facetas articulares entre L3 e S1; emergência conjunta das raízes S1 e S2 direitas.
Gostaria de saber o que me aconselha e que tipo de especialista devo consultar…. gostaria de saber se isto são apenas artroses ou há algo mais…
não tendo mais nada acrescentar despeço-me cordialmente, aguardando resposta
Cláudia Silva




João Maia disse...

Cara Claudia,
Tudo depende dos sintomas que tiver. Conforme a sua intensidade, comportamento diário, resposta a medicação, etc, pode ser mais indicado consultar um fisiatra ou um neurocirurgião. Mas o mais importante é conversar com o médico que lhe prescreveu este exame e perceber o que ele acha da avaliação clínica que lhe fez. A partir daí ele será a pessoa mais indicada para a encaminhar para a especialidade correcta.

Cumprimentos

Angela Sousa disse...

Bom dia
A mim calhou-me C4-C5 e C5-C6...
Desconfia do túnel cárpico, mas uma TAC mostrou outra coisa... Já fiz fisioterapia o ano passado, mas não vi melhoras... Adormecer leva uma eternidade.. O braço esquerdo começa a perder a força e o formigueiro no pulso é uma constante... O pescoço parece pedra e se o movimento estala alto e bom som... O "brufen" já quase nada faz...
Começo a desesperar...
Cumprimentos

CCS disse...

Bom dia!
Podia me explicar o resultado de um rx da coluna cervical que fiz.
Cervico-uncodiscartrose evidente de c4 a c6.
O complemento efetuado em incidências oblíquas revelou compromisso do buraco de conjugação esquerdo c5/c6.
Obrigada

Unknown disse...

Boa noite"
O meu marido tem uma hernia c5 e-c6 tem dores e formigueiro no braço, já está assim á seis semanas o médico diz para ele ser operado mas estou com medo da operação é um corte na garganta. O médico diz que no inicio vai ficar um pouco rouco mas depois que vai passando e que a recuperação será à volta de um mês. Gostaria que me dessem mais opiniões, obrigada.

Marina Maria disse...

Excelente. Obrigada pelas informações.

Ricardo Sousa disse...

Obrigado pela ajuda dando estas informações o que tem beneficiado muitas pessoas doentes! Um abraço.

Ricardo Sousa disse...

Obrigado pela ajuda dando estas informações o que tem beneficiado muitas pessoas doentes! Um abraço.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcela Babolat disse...

Boa tarde, saiu o seguinte laudo da minha RM:
"L4-L5: Saliência posterior do anel fibroso, que molda a face ventral do saco dural, sem contatos neurais. Eu tenho hérnia?
obrigada, Marcela

patricia lemos disse...

Olá, boa terde.
Eu tenho hernia comprovada desde 2004, já tratei com hidroterapia e fsioterapia, operei o ombro, mas o incomodo continua. Sinto um chiado como quando se desliga uma tv antiga, e um solavanco no corpo quando viro a cabeça para o lado, como se meu coração saisse do compasso. Tenho a mesma sensação quando passo a escova de cabelo na região da nuca e é dolorido...será que devo voltar ao medico? isso tem alguma coisa a ver com a hernia? ou seria alguma coisa com a veia carotida?

Rosária Rego disse...

Olá boa tarde
eu tenho hérnia que deforma a medula em c4 c5 e ostiotifose e compremete a raiz c5 esquerda
hérnia c5 c6 acompanhada por ostiotifose condicionando deformidade medular, será que devo ser operada agradecia resposta desde já o meu muito obrigada.

Unknown disse...

no exame da minha mãe deu assim hó "disfunção dos nervos medianos, ao nível dos tuneis do carpo, intensidade leve a esquerda e moderada a direita."

disfunção nas raízes c5 e c6 a esquerda,com sinais de atividades desnervatorio atual. poderia me explicar um pouco melhor isso ? pois não estou conseguindo entender obrigado..

Alexandra Ferreira disse...

Boa noite,achei fabulosa toda a demonstração e vocabulário utilizados,tudo muito acessivel! Parabéns.
Infelizmente como curiosa que sou,após ter recebido o meu resultado de TAC vim espreitar o que na realidade tenho..... Hernia discal e protrusão discal. O estudo iniciou devido ás dores que eu venho a ter após acidente de viação, que tamanha foi a pancada traseira que me tirou o assento do sítio. Nunca antes tinha tido dores tão horriveis como estas e com inchaço nas mãos não permitindo dobrar os dedos. Poderá ter sido causado pelo acidente ou será coincidência?? Muito obrigada pelo esclarecimento

Darla Martins disse...

estou com uma hernia de disco na c4-c5 e c6-c7 ja a 4 anos estou afastado do trabalho a 1 ano e meio agora apresentou dormenci nos dedos que chega doe e muita dor de cabeça e tontura . este sintumas e por causa da hernias . a ultina vaz que eu fui no ortopetista ele me falou que os nervos estava inflamados .ja tormei varios anteflamatorios e relaxantes musculares . o que eu devo fazer estou disisperada

Meire Silva disse...

Bom dia! Fiz cirurgia de hernia de disco na servical c5 e c6. Eu estava pentendo os movimentos do ombro para baixo. Estou fazendo fisioterapia e sinto dores no pescoço e ombros. Tenho medo de ficar sequela!já melhorei muito já ando sem escorar nas paredes. Obrigada! Meire

tatiana eggert disse...

boa noite meu rx diz hipertrofia das apofises unciformes de c3 a c6 bilateralmente o que significa isso ?

tatiana eggert disse...

boa noite meu rx diz hipertrofia das apofises unciformes de c3 a c6 bilateralmente o que significa isso ?

Tati oliveira disse...

Adorei vai me ajudar na apresentação na matéria de estudo por imagens

leeh pederiva disse...

Fiz o exame e constatou q estou problemas na c4 c5 c6 e c7 sendo q as duas ultimas estao bem comprometidas. E TENHO Q FAZER cirurgia do tunul do carpo das duas maos o que fazer primeiro?

marcelo disse...

Eu tinha Hérnia ente c4-c5 e c5-c6, operei em 2010 e estou curado, sofri durante 10 anos com muitas dores no ombro, não tinha Remedio que desse jeito, hoje tenho uma placa de titânio, 6 parafusos e 2 proteses na cervical.

Adriana Lucas disse...

Bom dia dr João
Tenho um hérnia de disco com compressão de medula na entre a C6 e c7..já fui em alguns neurocirurgiões e me disseram q só com cirurgia e fisioterapia não adiantaria..quais os riscos q corro com essa cirurgia?

Tânia Lima disse...

Boa noite,
Começou por dar uma dor aguda no braço esquerdo no músculo é perdia a força toda. Essa dor era esporádica. Mas numa semana passou a doer a cervical, os ombros e a dor aguda passou para o braço direito mal o posso erguer ou fazer alguns movimentos. Tenho também formigueiro nas duas mãos nos dedos polegar indicador e o do meio. Já fiz ressonância. Tenho compressão na medula. O que me pode esperar? O que posso fazer enquanto não me dizem nada que é já no dia 12 para aliviar as dores que entretanto parecem abranger o corpo todo? Uso já colar cervical e tomo medicação passada pelo ortopedista.
Obrigada.
Tânia Lima

marcelo disse...

Tânia, leve esta Ressonância para um neuro cirurgião ver. Os ortopedista dizem pra não operar, só que não resolvem nada, pois Hernia de disco só operando, Operei em 2010 2 Hernias entre c4-c5 & c5-c6, e depois disto foi só alegria, procure um neurocirurgião excelente.

Administrativo - Ana Paula disse...

Eu havia agendado com o ortopedista...já que fiz a ressonância e tenho Hérnia na C3,C4 e C5, não quero operar...mas vou agendar com o neuro, seguindo o conselho do marcelo aí de cima..

marcelo disse...

Ana paula, acredito eu que se tu não operar não vai melhorar( desculpe a minha sinceridade), O cirurgião disse pra mim na época que quando operamos, perdemos a mobilidade nestes discos servicais, mas no só precisamos do primeiro disco e do último pra mexer a cabeça, foi feito em mim uma artrodese( junção de vertébras) entre c4-c5 e c5-c6 e eu mexo a cabeça normalmente. Esta cirúrgia é uma coisa bem simples, quando fui operar o médido querendo falar comigo com Geitinho eu interrompi ele e faleu, Doutror pra mim é a mesma coisa que nada, afinal de contas sou uma pessoa fria e nada emotiva.

Dá uma olhada neste link, como é feita a cirurgia, coisa simples:

https://www.youtube.com/watch?v=rwTTDrSCJY4

Enviar um comentário